Você faz PHUBBING com seu filho?

O Phubbing consiste em ignorar as pessoas presentes em um mesmo espaço (neste caso, nada mais e nada menos, que nossos filhos) para nos dedicarmos às atividades nos celulares (como navegar na rede, conversar no whatsapp, entrar nas redes sociais ou, simplesmente, revisar o celular).

Em poucas palavras, é quando prestamos mais atenção ao aparelho do que naqueles que estão a nosso lado mendigando nossa atenção. Estamos descuidando da interação com eles.

Parece que prestamos mais atenção aos sinais, sons e ruídos VIRTUAIS que fazem os “filhos” de Android/Apple (que se comportam como crianças caprichosas que precisam ser, constantemente, atendidos), e não às necessidades afetivas REAIS das criaturas que trazemos ao mundo.

Levante a mão quem cometeu esse erro… Pois eu também o cometi, e meu filho me fez sabê-lo.

Em seguida, deixo a vocês algumas recomendações que podemos implementar em casa:

  • Antes de mais nada, estar claros de qual é a prioridade no momento. Para tudo há seu tempo, não acham?
  • Explique à criança se estamos esperando uma chamada ou mensagem importante, esclarecendo que devemos atendê-la e, depois disso, deixe o telefone.
  • Nem todos somos neurocirurgiões nem traumatólogos. Isso quer dizer que NEM TODAS AS MENSAGENS que recebemos SÃO URGENTES, ainda que sejam importantes. Portanto, certamente não é caso de vida ou morte.
  • Por último, com a mesma energia e firmeza com a que não lhes permitimos comer na cama ou ver televisão para ficar dormidos, NÃO DEVEMOS LEVAR O CELULAR À MESA, já que esse momento é de conexão… não conexão de WIFI.

Reinaldo Duarte da Silva

O Reinaldo é pai, Coach Ontológico, comprometido com seu autodesenvolvimento e engajado a compartilhar suas descobertas com as pessoas. Ele é praticante de meditação e bonsaísta nas horas vagas.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *